Área de Conhecimento

Nesta secção há o compartilhamento de artigos, textos, opiniões e ideias sobre assuntos que envolvem a nossa sociedade como um todo de forma a permitir o desenvolvimento de uma opinião crítica principalmente sobre situações que envolvem o nosso dia a dia, não apenas como pessoas, em nossas relações mais próximas, bem como aquelas interações profissionais.

A festa da firma

Uma tradição.

Um momento

Uma obrigação.

Um pouco de cada coisa.

Mas certamente algo presente na cabeça de qualquer funcionário.

Pelo menos ao final de cada ano.

Ninguém consegue tratar esse assunto com total indeferença.

Sou do tempo que colegas saíam mais cedo do trabalho para se arrumarem para ir.

Algo que mudou com os anos.

Vista como um grande momento de confraternização, a festa de fim de ano já teve outros objetivos.

Lembro de um amigo que me confidenciou acreditar que este era o momento único de "pegar alguma amiga" e vice versa.

Um absurdo... será mesmo?

Todo mundo deve conhecer uma história a respeito.

Momento de estravasar e, porque não, desabafar.

Acertar ou alinhar diferenças.

Ver os colegas como eles realmente são.

Como se isso seja necessário.

Para alguns, um momento para ser visto.

A presença, uma obrigação.

A ausência, um sinal.

Será um momento de avaliação?

Certamente.

Apenas isso explica que as pessoas continuem a  participar delas, mesmo que explicitem seu descontentamento (em petit comité).

Então pode ser que não seja o melhor momento para festejar?

O que pode explicar as festas alternativas em grupos menores, estas sim, festas prazerosas (no bom sentido).

Motivos e razões são diversas.

Sendo assim.

Que tomemos este remédio, sem prejulgar o seu gosto, mas sim seus resultados potenciais.