Área de Conhecimento

Nesta secção há o compartilhamento de artigos, textos, opiniões e ideias sobre assuntos que envolvem a nossa sociedade como um todo de forma a permitir o desenvolvimento de uma opinião crítica principalmente sobre situações que envolvem o nosso dia a dia, não apenas como pessoas, em nossas relações mais próximas, bem como aquelas interações profissionais.

Amigos x Colegas de Trabalho: Há tantas diferenças?

 

Ao responder, de supetão, a resposta é fácil.

Certamente há muitas diferenças.

A proximidade potencializa a amizade.

Qualquer tipo de proximidade.

A física faz com que conheçamos melhor aqueles que nos cercam.

A partir daí, pode haver alguma compatibilidade entre pontos de vista.

Pessoas que pensam de forma parecida tendem a ter uma relação de amizade.

Tudo fica mais fácil.

Para isso, precisa haver a proximidade física.

Hoje, a virtual também vale.

Por mais que haja o uso indiscriminado do termo amigo no mundo web.

Uma longa discussão.

Mas e o colega de trabalho?

Seguindo o mesmo conceito, a proximidade potencializa a amizade.

Muitos de nós passamos mais tempos juntos com seus colegas de trabalho do que com a própria família.

Almoçamos com eles diariamente.

Passamos bons e maus momentos.

Sempre juntos.

Amamos e odiamos.

Ainda assim, não há, necessariamente, a amizade.

Saberemos disso apenas depois.

Depois?

Sim, vale a mesma regra.

O distanciamento comprova se aquilo vivido foi amizade ou não.

Pois amigos podem estar distantes, mal se verem.

E ainda assim a amizade resiste.

A lógica é paradoxal, mas verdadeira.

A proximidade potencializa a amizade, a distância comprova se ela existe.

Quantas pessoas passaram por nossa vida, nos vários trabalhos que realizamos ao longo dos anos?

Com quantas não temos mais contato?

Quantas sequer lembramos os nomes?

Quantas delas almoçavam conosco diariamente?

Pois é...

Muitos colegas que considerávamos amigos.

Coube ao tempo colocar o “ex” a frente.

Ex-colega de trabalho

Jamais ex-amigo (outra polêmica).

Não há mal algum nisso.

Mas importante ter ciência disso.

 Afinal, clareza é tudo.