Área de Conhecimento

Nesta secção há o compartilhamento de artigos, textos, opiniões e ideias sobre assuntos que envolvem a nossa sociedade como um todo de forma a permitir o desenvolvimento de uma opinião crítica principalmente sobre situações que envolvem o nosso dia a dia, não apenas como pessoas, em nossas relações mais próximas, bem como aquelas interações profissionais.

As portas que podemos, ou devemos, escolher.

Mais que promover sua marca e, consequentemente, seus produtos, nos presenteia com algo importante e que, infelizmente, muitos de nós, temos deixado de lado com certa frequência, pensar...

Afinal, qual das portas, podemos escolher?

Talvez a pergunta possa ser outra.

Qual das portas, devemos escolher?

Certamente que em nossa vida, quer seja pessoal ou profissional, diferentemente, do que é apresentado na propaganda da DOVE, as opções não são Bonita e Comum.

Tão pouco são apenas duas. 

Mas há uma boa, digamos excelente, notícia.

Podemos escolher qualquer uma delas.

Aliás, já temos feito isso a cada dia. 

Mais, a todo momento.

Desde quando abrimos os olhos, nas primeiras horas do dia, até ao fechá-los ao final dele.

Sempre e a todo momento fazemos escolhas.

E são elas que definem se somos Bonitos e Comuns.

Temos o livre arbítrio.

Ainda há outra ótima notícia.

Ao entrarmos por uma porta, ela jamais será definitiva.

No momento seguinte, podemos dar meia a volta, e avançar pela outra.

O aprendizado nos fortalecerá. 

Sempre.

Ainda assim, e por acreditar nisso, se considerarmos a forma como fomos educados, bem como todas as nossas conquistas e barreiras que já atravessamos em nossas vidas, não há duvidas, que a porta escolhida será sempre a correta.

Ou pelo menos, será a melhor que pode ser escolhida para aquele momento.

A verdade está à frente.

Que sejamos “escravos” de nossas escolhas e, simultaneamente, donos absolutos de todas elas.

Pois Deus estará conosco, sempre.