Área de Conhecimento

Nesta secção há o compartilhamento de artigos, textos, opiniões e ideias sobre assuntos que envolvem a nossa sociedade como um todo de forma a permitir o desenvolvimento de uma opinião crítica principalmente sobre situações que envolvem o nosso dia a dia, não apenas como pessoas, em nossas relações mais próximas, bem como aquelas interações profissionais.

Erro na Estratégia ou Erro da Estratégia.

Eis uma questão que realmente aflige muitas organizações e, porque não dizer a vida de muitas pessoas. O quanto as estratégias definidas têm sido realmente importantes para o atendimento de tudo aquilo que se deseja ou se espera?
Particularmente acredito muito no uso de metáforas como forma de melhor expressar um ponto de vista. Creio que, na verdade, talvez isso seja uma dificuldade minha em ser mais direto naquilo que acredito. De qualquer maneira, prometo ao menos tentar, evoluir.
Sendo assim, tomarei como base um caso particular.
Algum tempo atrás meu sobrinho me procurou para aconselhá-lo sobre uma questão que o afligia. Ele estava completamente apaixonado por uma colega de colégio.
Fiquei surpreso e honrado por ter sido identificado como capaz de ajudá-lo neste assunto. Confesso que não tenho um currículo digno de quem pode dar conselhos sobre este tema.
Bem, analisei bem a situação e elaborei uma Análise de SWOT: Forças (Strengths), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats). E estruturei uma estratégia.
Aconselhei que ele efetivamente se apresentasse a tal garota, seu grande intento estratégico, e passasse a conversar com ela sobre temas que fossem do interesse dela. Começando pela música, buscasse informações sobre cantores ou grupos musicais que ela gostasse, e/ou, até mesmo a presenteasse com um CD ou DVD. Obviamente, como se fosse apenas uma coincidência o fato de ter escolhido justamente algo compatível com o gosto dela.
Em paralelo, porque não acompanhá-la na ida para a casa, no Metrô, sugerir para comer um lanche no caminho, enfim, tentar estruturar ações em comum eu permitisse criar um convívio natural.
Por fim, talvez fosse importante, ser mais claro sobre suas reais intenções e, por que não revelar sobre seu interesse, algo hoje que nem sempre é feito de maneira transparente.
Pois bem, conversamos sobre a estratégia definida. Ele comentou que tinha gostado e confesso que fiquei, talvez até mais, do que o próprio.
Tempos depois voltamos a nos falar e o assunto voltou a tona.
A garota, sonho de consumo, do meu sobrinho, enfim cedeu aos encantos e resolveu aceitar namorar, outro rapaz.
Meu sobrinho não tinha tido sucesso. Fiquei decepcionado, e perguntei para ele como tinha sido. Antes que acabasse de falar, ele se antecipou a falar que a garota não gostava de música, não andar de metrô, pois os pais sempre a pegava no colégio, e que ela, por ser mais velha que ele, quase que riu dele sobre a proposta de namoro.
....meu mundo quase caiu, mas antes que isso acontecesse, ele já me antecipou que já estava com outra namoradinha.
Aprendizado?
Erros na Estratégia: Para mim, ocorreram, muito possivelmente, devido a uma análise de SWOT mal feita.
Erros da Estratégia: Meu sobrinho me procurar para ajudá-lo neste assunto.
Doloroso não?