Área de Conhecimento

Nesta secção há o compartilhamento de artigos, textos, opiniões e ideias sobre assuntos que envolvem a nossa sociedade como um todo de forma a permitir o desenvolvimento de uma opinião crítica principalmente sobre situações que envolvem o nosso dia a dia, não apenas como pessoas, em nossas relações mais próximas, bem como aquelas interações profissionais.

Afinal recebemos tantos e-mails, não é mesmo? Há regras para respondê-los?

Certamente é algo comprovado sobre o qual todos nós estamos sujeitos.

A quantidade de e-mails que recebemos ao longo do dia tem crescido de forma exponencial.

Dezenas?

Não.

Com certeza centenas ao longo de poucos dias.

E milhares em semanas.

Para muitos, a quantidade de mensagens é tão grande que é impossível responder até mesmo pequena parte deles.

Além disso, muitos deles são repletos de informações que nos parecem inúteis.

Bem, na verdade, há muitos e-mails enviados através de eficientes sistemas de mala direta, o que os caracteriza como SPAM.

Será que estamos ignorando apenas estas mensagens (os SPAMs)?

Não, com certeza não.

No entanto, não há como negar que é uma boa justificativa, considerar isso como verdade.

O que acontece de fato é que muitos de nós ignoramos grande parte das mensagens que recebemos.

“Ah, mas não tenho tempo para dar a devida atenção a eles.”

É verdade, o tempo realmente é uma justificativa cabível, e que sua falta certamente é verídica.

No entanto, saber planejar o tempo que possuímos é um diferencial muito raro e que realmente serve para destacar positivamente qualquer pessoa ou profissional.

Ao não considerarmos, ou sequer darmos uma mínima atenção as mensagens que recebemos, estamos potencializando que outras pessoas façam o mesmo com as nossas.

E, até mesmo, eventualmente, perdendo boas oportunidades.

Conheço caso de pessoas que ignoraram mensagens que continham interessantes propostas pessoais e profissionais.

Sim, pode parecer meio Código de Hamurabi, o tal de “Olho por Olho”, mas é com esta reciprocidade que as coisas acontecem quando gerimos estas mensagens.

Se enviamos e-mails, é porque queremos que sejam lidos.

Se questionamos algo em nossos e-mails, é porque queremos respostas.

A mesma linha de conduta deve ser considerada quando recebemos mensagens e questionamentos nelas presentes.

Enfim, é apenas uma questão de educação.

Mesmo porque uma rápida e ligeira saudação não faz mal a ninguém... não é mesmo?