Área de Conhecimento

Nesta secção há o compartilhamento de artigos, textos, opiniões e ideias sobre assuntos que envolvem a nossa sociedade como um todo de forma a permitir o desenvolvimento de uma opinião crítica principalmente sobre situações que envolvem o nosso dia a dia, não apenas como pessoas, em nossas relações mais próximas, bem como aquelas interações profissionais.

Um passo de cada vez, mas que seja um passo...

Ao longo de nossa vida pessoal e profissional são inúmeras as pessoas que nos marcam.

Seja de forma positiva ou negativa, ter a capacidade de marcar alguém é algo para poucos.

Ser exemplo...

Afinal como diria alguém, que não lembro bem quem: "ninguém veio ao mundo a passeio".

Cabe, ao menos tentar, deixarmos uma marca.

E mais, que ela seja boa.

Apenas isso iremos levar e/ou deixar quando lembrados.

Senão melhor seria passar despercebido.

Aliás quantos não levantariam aos mãos aos céus para serem anônimos?

Poucos, creio que bem poucos.

Muitos, ao construírem suas trajetorias, certamente em busca do sucesso, acabam por deixar de lado, valores que seriam essenciais para que fossem (bons) exemplos.

O sucesso, quer seja profissional ou pessoal, certamente, demanda sacrifícios.

Nossos valores não fazem parte deste rol.

A evolução a qualquer preço, ora pois, não é evolução.

Pode se chamar qualquer coisa.

Nem sempre de boa relevância.

É justamente por isso, que algumas pessoas, ao alcançarem seus intentos, sob valores incestuosos, tendem a querer voltar a ser anônimos.

Sem que, no entanto, queiram devolver aquilo que as corrompeu.

Tarde demais.

Como é bom e único poder olhar para trás e ver apenas flores.

Nós, e apenas nós, bem sabemos que quando passamos por ali, o caminho não era florido.

Havia muitas pedras, que foram usadas para fortalecer.

Justamente por isso que a alegria da chegada não é maior que a do caminho.

Cada passo dado é motivo de extrema felicidade.

Uma pena que, nem sempre, conseguimos entender isso em nosso dia a dia.

Tendemos a acreditar que possa haver um caminho mais fácil.

Ora, porque o caminho tem que ser fácil?

Que graça isso teria?

Quantos, por acreditar nisso, acabam alicerçando suas trajetorias sob areia movediça.

Rodovias maravilhosas, prestes a afundar.

Não...

Na verdade já afundaram.

Muitos sequer conseguem olhar para aqueles que amam.

Por outro lado, e há sempre um, a decisão só cabe a nós mesmos.

Uma escolha que também marcará a nossa existência.